Atenção especial às vendas de fim de ano

O Natal é considerado a principal data para o comércio varejista. Mas não basta esperar que os consumidores compareçam a sua loja. Para alcançar objetivos maiores e boas vendas, alguns fatores merecem muita atenção.

O primeiro passo é ajustar a capacidade de vendas e serviços à demanda esperada. A procura maior que a oferta resultará em perda de vendas, clientes e faturamento. Já o oposto poderá levar a excessos de mercadorias nas prateleiras e depósitos, que precisarão ser liquidados nos meses seguintes através de promoções, diminuindo os lucros obtidos no Natal. Planeje-se e utilize análises dos anos anteriores, tendências de mercado, pesquisas e sua experiência, ajustando as curvas de oferta e procura.

O segundo passo é aumentar a atenção dada ao visual de sua loja. As cores das vitrines devem encantar o consumidor, que já se sente no clima natalino.

Qualidade no atendimento

Tão importante quanto o visual e adequação à demanda, é promover identificação com o estabelecimento, não somente pela oferta variada de produtos, como também pela qualidade do atendimento e do pós-venda. É preciso ter empatia pelo cliente e oferecer, ao lado de presentes mais requintados, a opção das “lembrancinhas”, que podem atender a todos os gostos e bolsos.

A agilidade para encontrar produtos no estoque, fazer embalagens e fechar a compra é fundamental e toda empresa deve estar preparada para o aumento da procura. Para aproveitar ao máximo esse momento o comerciante deve ser criativo e lançar mão de diversas possibilidades para atrair o consumidor, mostrando as vantagens de seus produtos e enfatizando fortemente no atendimento ao cliente que chega à loja.

Diversificação de Produtos

A diversificação de produtos é uma boa saída para a variação da demanda. Ofertas de produtos menos sazonais podem ser criadas, aproveitando-se dos canais de vendas e da força da marca. É clássico, nessa época do ano, o caso da marca Bauducco, cuja linha de produtos atuais vai muito além do célebre panetone, que tornou a marca conhecida.

Trabalhadores temporários

É comum a contratação de mão de obra temporária nessa época do ano e integrá-los ao posicionamento da empresa é parte essencial de uma boa gestão sazonal. A definição da quantidade será consequência do que foi citado anteriormente.

Um treinamento consistente sobre os produtos e processos é peça-chave, além da integração com o time que já atua na empresa. Não há nada mais frustrante para um consumidor do que ver funcionários perdidos no meio da loja ou sendo treinados em funções críticas, enquanto consumidores aguardam por atendimento.

natal-negocios-business-mercado-vendas-empresarios-financas-mercado empresarial-abc consultores-consultoria

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No geral, é importante estar atento às oportunidades e riscos para crescer com segurança e obter ganho para sua marca, produtos, atendimento e serviços. Contar com a ajuda de um profissional que instrua sua equipe é fundamental, o que garante o engajamento e comprometimento de todos com os objetivos da empresa.

Esta entrada foi publicada em Planejamento Estratégico e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>