Ousadia ou moderação? Como se comunicar nas redes sociais

Um simples post pode causar muito “barulho” e discussão nas redes sociais. Mas o que todas as empresas tem que realmente se preocupar é com a possível repercussão negativa que ele pode causar. Um exemplo de postagem de qualidade duvidosa é o que a Cacau Show publicou em sua página no Facebook, que tem 4 milhões de seguidores. A marca publicou a imagem de um chocolate cremoso com um pedido para que os internautas lambessem a tela do computador. Na legenda do post continha a seguinte informação: “Descobrimos um novo recurso do Facebook que permite sentir o irresistível sabor do chocolate. Pode experimentar!”

A brincadeira (não seria possível sentir sabor algum, obviamente) no post não teve a recepção esperada e alguns internautas reclamaram da pegadinha nos comentários, exigindo que o conteúdo fosse retirado da FanPage. Não demorou muito, e a marca virou assunto nas redes sociais, com reações muitas vezes desfavoráveis. Veja algumas das discussões:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151741108202535&set=a.10150592720152535.390029.348593577534&type=1

qualidade_marketing de oportunidade_abc consultores_redes sociais_consultoria_ameacas_abc_administracao_midias sociais

 

 

 

 

 

 

 

 

Após perceber as reações negativas, a indústria de chocolates justificou-se em um comunicado oficial. Leia texto na íntegra:

“Entre os pilares editoriais do Facebook da Cacau Show está o de trazer diversão com ‘licenças poéticas’ bem humoradas e que tenham uma sinergia com o perfil dos consumidores da marca. O post foi inspirado nos diversos comentários dos fãs da página, que brincam todos os dias com as imagens de chocolate, dizendo que provocam uma grande vontade de avançar na tela e devorar os produtos. A ideia é gerar esta interação, conversar e entender os consumidores”. 

Foi ai que surgiu o conhecido “marketing de oportunidade”, é claro, por parte dos concorrentes. A polêmica se estendeu através deles, que trataram de aproveitar a situação e publicaram algumas alfinetadas: “Descobrimos que não existe um recurso que permite sentir gosto lambendo a tela. Bis é show, mas a tela não”, postou a marca Bis em sua página na web. “Já que não dá pra morder a tela, o jeito é abrir os olhos e admirar”, complementou a Lacta em sua fanpage no Facebook.

abc consultores_abc_administracao_consultoria_qualidade_marketing de oportunidade_ameacas_midias sociais_redes sociais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

redes sociais_abc consultores_consultoria_qualidade_marketing de oportunidade_ameacas_abc_administracao_midias sociais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A conclusão que se chega nessa ação é que a experiência do usuário, no geral, não foi positiva. A regra nas redes sociais é simples: qualquer entrave que atrapalhe a interação do consumidor pode gerar descontentamento e o pior: pode fazer com que ele deixe de se interessar pela marca. A sensação que fica é de que a marca em discussão não falou algo verdadeiro e nem contribuiu para o bom relacionamento com esse público. É preciso ousar sempre, mas com experiências realmente possíveis de acontecer.

Esta entrada foi publicada em Aconteceu, Redes Sociais e marcada com a tag , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>