Pequenas empresas podem e devem fazer gestão de marca. Mas como?

Ter uma marca forte não pode ser encarado como um privilégio ou um desafio restrito apenas a multinacionais e outras empresas de grande porte. Hoje, como bem sabemos, a similaridade entre produtos e serviços, que se traduz em uma contundente concorrência, é comum a todos os segmentos, realidade frente a qual as marcas se tornaram um dos principais fatores de diferenciação.

A grande questão é que para se ter uma marca forte é preciso cuidar de sua gestão, ou seja, de seu branding. É justamente aí que muitas empresas de pequeno porte costumam pensar: “Isso não é para a minha realidade! Não há verba e nem tempo para investir nesse tipo de coisa!”.

Bem, de modo simplificado, branding pode ser entendido como o conjunto de técnicas e práticas que, a partir de pesquisa e planejamento, visam construir e manter um posicionamento de marca diferenciado no mercado, com propostas e conceitos originais que se apresentem de modo coerente e relevante nos mais diversos pontos de contato com a sociedade (sobretudo com o consumidor), como a propaganda, o atendimento, o relacionamento, a internet, os eventos, entre outros.

Mas, não para por aí. O branding também se ocupa da forma como a marca é trabalhada e recebida no ambiente interno, ou seja, dentro da empresa, entre os próprios colaboradores. Aliás, tudo deve partir desse universo, pois se as pessoas que estão diretamente envolvidas com a organização não são impactadas e motivadas da maneira certa, se elas não “compram a ideia” e não assumem uma postura condizente com os objetivos da imagem a ser construída, fica muito difícil fazer com que a mesma se torne efetiva.

Inclusive tem muitas companhias (como as de telefonia) que dizem ter “total atenção às necessidades do cliente”, quando na prática mesmo têm funcionários mal humorados que não aceitam críticas, que demoram a resolver os problemas apontados, entre outros comportamentos incoerentes. Manter o vínculo entre o que é prometido e o que é entregue ao consumidor, diga-se de passagem, é a alma de um bom branding.

Enfim, o que é preciso compreender é a abrangência desse tipo de gestão, que não se restringe a grandes ações e campanhas publicitárias veiculadas em canais de alcance nacional. Reforçando, é preciso cuidar de todos os pontos, coordenando a essência da marca para que ela seja coesa, crível e, consequentemente, para que passe a agregar valor.

Se sua empresa é pequena e ainda não pode fazer comerciais não tem problema! Ela pode e deve voltar seus esforços, primeiramente, para seu ambiente de trabalho, personalizando os espaços com imagens, cartazes e frases (como adesivos de parede) que remetam a cenas, atitudes e estilos ligados ao conceito da marca, por exemplo. Desse modo, os usuários (tanto colaboradores quanto clientes e visitantes) já vão “entrando no clima”. Outra proposta é buscar engajar os colaboradores criando e divulgando missão, visão e valores.

Fortalecendo essa base, mais tarde, quando for ser realizado algum tipo de divulgação, como um folder para apresentar os produtos, um site institucional ou um spot de rádio – em geral materiais mais em conta – ficará mais fácil para definir a linha de conteúdo e layout em vista à valorização da identidade a ser transmitida.

Vale destacar também as praticidades que as redes sociais trouxeram e que podem ser aproveitadas para a gestão de marcas. Por meio desses canais, além de se posicioná-las e de promovê-las no dia a dia, ainda é possível acompanhar o que as pessoas estão falando sobre os seus negócios e, diante disso, otimizar a comunicação ou corrigir o que for necessário de modo pontual e ágil.

Essas são apenas algumas ideias e possibilidades que você pode começar a por em prática para ter uma marca mais forte e atuante no mercado. Já para ter direcionamentos mais objetivos com relação ao seu branding, basta entrar em contato com a ABC Consultores e conhecer as soluções personalizadas em Consultoria de Marketing para o seu caso.

Esta entrada foi publicada em Marca e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>